Itaú de Minas, 21 de outubro de 2017 Ajuda | Dúvidas Frequentes | Mapa do Site | Fale Conosco | Pesquisa:

Prefeitura realiza doação de madeira para CHAME, e secretário intermedia venda para Silo

ITAÚ DE MINAS – A Prefeitura Municipal de Itaú de Minas através da Secretaria de Serviços Urbanos, Obras e Agricultura intermediou a venda de madeiras para que a receita apurada seja totalmente revertida para o CHAME.

Após autorização dada pelo DER para o corte de madeiras na beira da estrada MGC-344 para utilização em estacas para cercas e vigas para mata burros e pontes, uma das exigências feitas foi para que o restante que não fosse utilizado deveria ser doado para instituições de caridade, ao invés de ser descartado.

MADEIRA_ENEIDO_IRMA_001

Zé Eneido repassando valor apurado para Irmã Fabíola

O secretário Álvaro Guiraldeli após utilizar o necessário na confecção de estacas para cercas e vigas para mata-burros e pontes repassou a quantia restante que não seria utilizada para o CHAME e continuou auxiliando a entidade para realizar a venda das madeiras.

“Conforme pedido pelo DER repassamos a madeira restante, e para ajudar a entidade fomos junto com a Irmã Fabíola até o Silo Rei do Milho em Pratápolis oferecer para o empresário José Eneido Modesto”, disse Álvaro.

O Secretário ainda falou da receptividade do empresário ao saber que o apurado iria para o CHAME, “Mesmo sendo uma madeira que não será utilizada imediatamente, Zé Eneido ao saber que o apurado iria para o CHAME fez questão de comprar o material”, comentou o secretário.

MADEIRA_ENEIDO_IRMA_002

Foram apurados 51,97m³ de madeiras que arredondados para 52m³ ao valor de R$ 45,00/m³, chegou-se a quantia de R$ 2.340,00 (Dois Mil Trezentos e Quarenta Reais).

MADEIRA_ENEIDO_IRMA_005

No momento de repassar a quantia para a irmã Fabíola, Zé Eneido não escondeu a satisfação, “Estou comprando um material que irei utilizar somente na próxima safra por se tratar de madeira ainda verde, mas quando o Álvaro me disse que o apurado iria para o CHAME não pensei duas vezes e fiz questão de comprar o material. A região inteira conhece o trabalho do CHAME e a idoneidade da Irmã Fabíola, sempre que somos chamados não tem como recusar a ajuda”, disse Zé Eneido.

MADEIRA_ENEIDO_IRMA_003

Irmã Fabíola deixou material gráfico com Zé Eneido e agradeceu o empresário pela ajuda, “Não temos palavras para agradecer. A instituição passa por um momento difícil e toda ajuda é muito bem vinda. Receber esse montante neste momento nos ajuda muito e saberemos usar da melhor forma possível, e como sempre, revertendo em serviços para a comunidade”, pontuou Irmã Fabíola.

MADEIRA_ENEIDO_IRMA_004

Álvaro Guiraldeli comentou que ainda muita madeira será retirada da beira da pista e outras vendas como esta serão feitas, “Ainda vamos tirar muita madeira, pretendemos além de ajudar o CHAME auxiliar também a Vila Vicentina, outra entidade que desempenha brilhante serviço para a comunidade. Sabemos que más línguas andam falando besteiras quanto à venda destas madeiras. Fazemos as coisas sem querer publicidade, mas em determinados momentos, infelizmente, temos que dar com a mão direita e mostrar com a esquerda para que pessoas de alma ruim parem de falar besteiras pelos cantos e se preocupem em ajudar”, finalizou o secretário.