Itaú de Minas, 14 de novembro de 2019 Ajuda | Dúvidas Frequentes | Fale Conosco | Mapa do Site | Parcerias OSCS

Comitê de enfrentamento a dengue promove reunião para traçar metas

O Comitê de enfrentamento a dengue realizou uma reunião, ontem, na prefeitura municipal. O objetivo do encontro foi de traçar metas para o enfrentamento da doença no município. A dengue é uma doença grave e que pode levar até mesmo o paciente a óbito. Por isso, temos que ter a responsabilidade em manter nossas residências limpas e sem objetos que podem acumular água e gerar a proliferação do mosquito aedes aegypti, inseto que transmite, alem da dengue, a zika, chikungunya e febre amarela.

A reunião contou com a presença do prefeito Ronilton Gomes Cintra, do vice prefeito Otacílio Teixeira Neto, dos membros do comitê e demais convidados. O prefeito Ronilton sinalizou pelo apoio a todas as ações que possam ser feitas contra a doença, incluindo possíveis Mutirões de Limpeza que devem ser realizados nas próximas semanas.

A presidente do Conselho, Estelamar Pimenta, apresentou dados estatísticos sobre a situação atual da dengue em nossa cidade. Atualmente existem aproximadamente 200 casos notificados (suspeitos). Destes, 43 foram confirmados como positivos; outros 32 casos deram como não reagente. Os demais casos estão sendo investigados. Estes números ainda foram confirmados pela chefe do setor de Imunização e Epidemiologia, Braiane Marcelle Lemos.

Em Minas, a doença se tornou uma caso grave. Cidades como Belo Horizonte e Betim estão passando por uma epidemia e já montaram, inclusive, hospitais de campanha apenas para atendimento aos pacientes com dengue. Em nossa região, a situação também esta complicada. Em Passos, já ocorreram 03 óbitos decorrentes da doença. Cidades como São Sebastião do Paraíso e Arcos ainda passam por número elevado de casos e focos do aedes.

Os agentes da Epidemiologia e as agentes de saúde dos PSF´s, em parceira com outros setores, promoveram, de janeiro a março, um mutirão de limpeza na cidade. Foram eliminados mais de 28 mil focos do mosquito e vistoriados mais de 4.600 imóveis. Porém, com a permanência de períodos chuvosos, a situação ainda é preocupante e se a população não aderir a campanha e fazer a sua parte, esta guerra não poderá ser vencida. Não mantenha em sua residência e/ou quintal objetos que possam acumular água. Mantenha a sua saúde. A saúde de sua família e de seus vizinhos. Cada um deve fazer a sua parte.